Nós 4 Confere: Riachuelo Fashion Five

      Hoje o integrante menos ocupado do blog aproveitou o intervalo do almoço pra dar uma olhadinha rápida na tão falada nova coleção da Riachuelo. A proposta da Fashion Five foi reunir 5 marcas nacionais bem significativas (André Lima, Huis Clos, Juliana Jabour, Maria Garcia e Martha Medeiros) para produzir roupas com cara de festa.

      Há algum tempo, quando vi o anúncio dos estilistas, fiquei o mais próximo do que se pode chamar de “tenso”. Afinal, quando penso em nomes como André Lima e Clô Orozco numa mesma coleção, a última palavra que me vem à cabeça é “coerência”. Mas, enfim, nossa amada Riachuelo ousou, e aqui trazemos impressões sobre o resultado.

      1º ponto a ser considerado: A coleção é a mais elaborada de todas as parcerias que a Riachuelo já fez (e que foram trazidas para Teresina). Tecidos mais phynos, paetês e rendas a sair pelo cano (um esforço pra justificar tanta gente de responsa em um lugar só, né?), mesmo considerando o número de peças, um tanto quanto reduzido (em quantidade e variedade).

      2º ponto a ser considerado: Vamos colocar uma coisa na cabeça, meu povo: não dá pra exigir acabamento de primeira. E essa é uma questão significativa quando calculamos os custos das peças (99,00 e 149,00 imperam). Aí você se pergunta se está pagando por uma criação de fulano-de-tal, ou por uma roupa de um grande magazine. Cada uma pondera da maneira que achar melhor.

      Agora vamos ao que realmente interessa: fotos! Aproveito pra fazer um agradecimento especial à minha linda Priscila Costa, que eu encontrei por lá e que se ofereceu muito lindamente para fotografar algumas peças no provador (já que eu havia tirado uma foto no meio da loja morrendo de medo que alguém me pegasse, pois não fazia muito sentido entrar no provador masculino carregando tanto glamour). Pois bem, eis aqui minhas peças preferidas de cada estilista:

      As peças de André Lima são bem… André Lima. Peças amplas, tecidos fluidos, animal print, flores, e brilho até dizer chega. Mas é dele a minha peça preferida da coleção, porque nada como ousar de cum força numa blusinha só:

Blusa discreta de tricô lurex. R$ 99,00 milhões.

 

 
            Essa foi a única que tirei foto na hora e coloquei no facebook, do tanto que gostei. A Maria, que não é abestada e nem caiu da rede, me pediu logo pra comprar uma pra ela. Na hora que peguei era a única da arara.
     
      Vamos às contribuições de nossa amiga Clô Orozco. Na minha humilde opinião a Huis Clos foi a marca mais mal aproveitada. Não sei se é porque de todas é a que gosto mais, mas não achei que reproduziram nas peças elementos interessantes e habituais, como a preocupação com o design e os materiais. Os tecidos brilhosos e os paetês pareceram forçadinhos e empobreceram as roupas. Essa saia assimétrica foi a que mais gostei.
 

Saia em cetim. R$ 99,00 (se eu não me engano)

 

    
      Continuando com tia Clô, agora partimos para a Maria Garcia, que é mais ou menos a divisão jovem (por assim dizer)da Huis Clos. Nem por isso as roupas são parecidas, já que a MG faz uma linha mais sexy, com roupas mais moldadas ao corpo, transparentes, curtas e brilhosinhas (mas sem piriguetismo). E, sim, achei que ficou um pouco com a cara da marca.
      Eis aqui um vestido lindinho que achei muito digno:
 

Coisa lindinha de cetim com paetê (R$ 159,00). Tem tembém prata. Não, obrigado.

 

   
      Acho que pra Juliana Jabour não foi muito difícil adaptar o trabalho dela não, porque como ela adora uma malha (e na riachuelo chove malha, né?) ela acabou fazendo a festa no próprio tecido. As roupas ficaram legais, mais soltinhas, com uma estampa interessante de girafão, que ficou linda em umas peças de crepe levinho. Esse vestido eu gostei e a Priscila também aprovou:
 
 
 
 
     
      Pois é, minha gente, e a Martha Medeiros, hein? Antes de falar sobre as roupas vou dizer que ela já me ganhou só por colocar a linda da Laura Neiva como modelo (até porque tem um fotão dela na entrada da loja). Assim…, a gente sabe que o grande lance da MM é o uso de renda renascença, que faz com que as roupas sejam tão lindas e caras (por isso a Thalita Cavalcante sonha tanto com elas), só que não dá pra colocar renascença num vestido de 180,00. Então no lugar dela entram aquelas rendas que a gente vê lá pelo varejão mesmo.
      Não estou desmerecendo as roupas (de forma alguma), mas faltou uma coisinha, sabe? São vestidos, saias e blusinhas muito bonitinhos, para moçoilas românticas e modernas. Tem rendinha delicada, paetêzinho, corezinhas suaves… Mas fujam da camiseta com um laço gigante de paetê (achei a peça mais medonha de todas)!
      A que eu achei mais legal foi esse vestido, meio assimétrico, meio romanticozinho:
 
Vestido com detalhes de renda da solinhas (R$140,00)

 

 
 
 
 

Ame-os ou deixe-os: Dentes separados

Olha, eu sei que é uma história antiga mas, mesmo assim, quero registrar minha revolta: Eu não usei aparelho durante a minha adolescência inteira pra agora vir alguém me dizer que dente feio é bonito, tá?

Não me importa se o mundo da moda resolveu amar o tal do diastema (espaço entre os dentes), pra mim é uó.

Georgia May Jagger

Lara Stone

Lindsey Wixson

Vanessa Paradis

Ashley Smith

Aparelho nelas!

Betty, a feia.

E você? Ama ou deixa essa moda tosca?

Ame-o ou deixe-o: Pavão Misterioso

Quando vi esse anel de pavão fiquei em dúvida se gostava ou se jamais usaria.

Mas aí vi no dedo e… Não é que é legal?

Já que a inteligente da coruja vive solta por aí, por que o pavão também não pode se exibir um pouco?

Não amo. Mas, se ganhar, não deixo. E você?

Look vintage: ame-o ou deixe-o

Foto: ELLE

Olhando os looks do Glastonburry Festival me deparei com esta moça chamada Emma Farrow, que é designer da Topshop, usando um vestido vintage, que somado ao penteado de trancinhas a faria parecer um personagem de época, não fossem as galochas hunter e o jaquetão de couro à tiracolo.

Confesso que, depois de olhar uns bons minutos para o look, decidi que não gostei nem um pouco dele.

Pra mim, o estilo vintage não ficou para todos, pois nem mesmo algumas pessoas que possuem estilo de sobra conseguem segurar o look, como é o caso da moça acima. A não ser que a pessoa seja uma Dita Von Teese da vida, que usa um vintage com pegada mais sexy e, bem, é a Dita, não é mesmo minha gente?!

Na minha humilde opinião, existem peças que simplesmente não ornam mais, a não ser que você seja uma linda vovozinha de 80 anos. Porém, acho muito válidas as peças vintage, desde que usadas por quem souber valorizá-las sem tirar do look a pegada moderna, atual, criando uma composição que não grite aos quatro ventos que é algo tirado do baú ou que passe a terrível idéia de que a pessoa é um viajante do tempo, pelamordedeus!

Então queridos, eu deixo o look vintage para os que sabem usá-lo. E pra vocês, é ame-o ou deixe-o?

Ame-a ou deixe-a: Melissa + Ronaldo Fraga

Pra nova coleção da Melissa, a Power Of Love, foi feita uma parceria com o estilista mineiro Ronaldo Fraga, que transformou a queridinha Ultragirl nessa bizarrice belezura com dedos:

Melissa Ultragirl Ronaldo Fraga

Mini-Melissa Ultragirl Ronaldo Fraga

A cartela de cores tem verde, roxo, bordô, preto e branco. A versão kids custará R$79,90 e a adulta, R$ 99,90.

Eu tô fora.
E pra você? É ame-a ou deixe-a?

Imagens: Google.

Ame-o ou deixe-o: Lacismo da Melissa

Quem me conhece sabe que eu sou psicopata fã da marca Melissa.

Acho mesmo que ela vem exagerando nos lacinhos e que já deu. Mas esse é tão fooofo… Todos juntos: oooooown.


Sim, é modelo novo. Não, não tá à venda ainda. Não, não sei quando vai estar. Não, também não sei mais nada sobre modelos novos.

Mas me responde: Pra você, é ame-o ou deixe-o pro lacismo novo da Melissa?

Eu amei S2.

Peguei a imagem aqui.

Oxford de glitter: Ame-o ou deixe-o

Eu tava começando uma paquera com esse oxford de glitter que eu vi na Shoestock, ainda sem saber se ia virar amor ou se era apenas uma amizade colorida.

Foi quando o namorado olhou pra ele e chamou de “sapato do Michael Jackson”, e todo meu amor murchou como uma flor roxa no coração de um trouxa. =~

E agora? É “ame-o” ou “deixe-o” pro oxford de glitter?

@tangerinejuice

  • @sanmyameneses hahahha tenho medo do que a gente pede, também vivo pedindo pra sair da publicidade porém medo da vida além da comunicação- 13 hours ago

@venniciuscastro

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Nós 4 team

rodape
%d blogueiros gostam disto: