Cheirinho de boas memórias

      Sempre questionei um pouco o que leva algumas pessoas a usarem o mesmo perfume por anos e anos. Como sou meio abusadinho pra cheiros e outras coisas, sempre dou uma variada de acordo com o meu estado de humor (apesar de ter minhas preferências). Eu sei que tem o lance da identificação com as notas e da memória olfativa e tal, mas se me pedirem pra falar sobre uma boa memória olfativa, eu vou lembrar do cheiro do piso de madeira encerado da casa de uma tia, que costumava frequentar quando criança. E eu não conheço nem um perfume com esse cheiro (ok, insensível sou. Ok, se existisse eu não usaria).

      Dia desses, conversando com uma amiga, ela me contou que usa o mesmo perfume desde quando fez uma viagem, e que usá-lo faz com que lembre de muitas das boas memórias desta e de outras vivências, desde então. Aí eu fiz um esforço mental (confesso que foi difícil) e lembrei que o sentido que mais me faz lembrar das pessoas e de algumas situações é o olfato. Não somente perfumes, mas cheiros de coisas aparentemente banais, como comida, papéis, plantas, livros e etc etc etc. Sabe aquela coisa de fechar o olho e vir a memória? Sabe quando você de repente lembra de alguém, e quando se dá conta passou uma pessoa por perto usando o perfume dele/dela?

      Pois é, sábado à tarde eu me deparei com isso. Estava na casa de umas amigas que conheço há quase 15 anos, e senti o perfume de uma delas, que é o mesmo desde quando as conheci. Enquanto ela falava sobre como não consegue usar outro, e que usa desde a 5ª série, e que naquela época ele custava R$29,90 e que ela juntava dinheiro todo mês para comprar e parará parará parará, eu borrifei o perfume no braço.

      Naquele momento eu lembrei da preguiça de ir pra aula pela manhã, do frio do ar condicionado, das conversas, das provas e das tardes que nos reuníamos para estudar e fazer trabalhos (e enrolar), da angústia em relação às notas, da ansiedade pelas férias, do cinema e do boliche, das tardes assistindo filme na casa delas, da vida alheia, de outros amigos queridos, de tanto amor que não se acaba… Tudo de uma vez só! E pensei que se aquele cheiro foi tudo isso pra mim, imagine o que deve ser pra ela.

      Então eu voltei pra minha casa cheirando o braço em cada sinal que eu parava, e recontando mentalmente um pouquinho da minha história.

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Thalita Cavalcante
    fev 01, 2012 @ 13:44:43

    Minha memória olfativa também é bem aguçada. Ainda hoje guardo o óculos que a minha avó usava e na caixinha dele e nos lencinhos em que ele tá embrulhado ainda tem o cheirinho do perfume dela. Quando sinto saudades abro a caixinha e logo sinto o cheirinho do perfume.

    Responder

  2. Maria Clara
    fev 02, 2012 @ 20:18:21

    Acho que eu tenho isso mais com gosto, não sei. Preciso refletir.

    Responder

  3. Ilka C. Barros
    fev 03, 2012 @ 17:01:50

    Essa amiga sou eu! Rsrsrsrs. O olfato nos fez viajar no tempo … Dia muito especial Augusto, precisamos repetir! Beijos

    Responder

  4. Joyce
    fev 09, 2012 @ 11:49:31

    Uma amiga nossa diz que eu tenho o seu cheiro!!!!kkkk… devo usar um perfume que você já usou…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

@thalitaviana

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

@tangerinejuice

@venniciuscastro

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Nós 4 team

rodape
%d blogueiros gostam disto: